PROTOCOLOS SMBH

1. PREMISSAS

 

1.1. A OHB É RESERVADA para:
- Recuperação de tecidos em sofrimento;
- Condições clínicas em que seja o único tratamento;
- Lesões graves e/ou complexas;
- Falha de resposta aos tratamentos habituais;
- Lesões com necessidade de desbridamento cirúrgico;
- Piora rápida com risco de óbito;
- Lesões em áreas nobres: face, mãos, pés, períneo, genitália, mamas
- Lesões refratárias; recidivas frequentes.

1.2. A OHB NÃO É INDICADA como tratamento para:
- Lesões com resposta satisfatória ao tratamento habitual;
- Lesões que não respondem a OHB :
- sequelas neurológicas, necroses estabelecidas.
- Infecções que não respondem a OHB: pneumonia, infecção urinária.

2. INDICAÇÕES DE OHB CONFORME RESOLUÇÃO CFM 1457/95 E CLASSIFICAÇÃO DE GRAVIDADE DA USP

 

 

Início

Indicação

Situações

Nº de sessões

EMERGÊNCIA

Principal

Imediato

1.Doença descompressiva

- todos os casos

2 a 5 sessões(em 95% dos casos)

2.Embolia traumática pelo ar

3.Embolia gasosa

4.Envenenamento por CO ou inalação de fumaça

5.Envenenamento por gás cianídrico / sulfídrico

URGÊNCIA

Tratamento Adjuvante

Imediato conforme condições clínicas / outros procedi- mentos

6. Gangrena gasosa

- todos os casos

10 a 30 (em 95% dos casos)

7.Síndrome de Fournier

- classificação de gravidade da USP III ou IV

8. Outras infecções necrotizantes de tecidos moles: celulites, fasciites, miosites-(inclui infecção de sítio cirúrgico)

- classificação de gravidade da USP II, III ou IV

9. Isquemias agudas traumáticas: lesão por esmagamento, síndrome     compartimental, reimplantação de extremidades amputadas e outras

- classificação de gravidade da USP II, III ou IV

10. Vasculites agudas de etiologia alérgica, medicamentosa ou por toxinas biológicas: (aracnídeos, ofídios e insetos)

- em sepse, choque séptico, ou insuficiências orgânicas

11. Queimaduras térmicas e elétricas

acima de 30% de 2º. e 3º. graus ou queimaduras em áreas nobres (face, mamas, mãos, pés, períneo, genitália)

ELETIVO

Tratamento Adjuvante

início planejado

12. Lesões refratárias: úlceras de pele, pés diabéticos, escaras de decúbito, úlceras por vascullite auto-imune e deiscência de suturas

– após revascularização ou outros procedimentos cirúrgicos se indicados;

- Osteomielite associada;

- Perda de enxertos ou retalhos prévios;

- Infecção com manifestações sistêmicas

30 a 60 (em 95% dos casos)

13. Lesões por radiação: radiodermite, osteoradionecrose e lesões actínicas de  mucosa

- todos os casos

15. Osteomielites

- após limpeza cirúrgica e/ou remoção de material de síntese

SITUAÇÕES ESPECIAIS

casos selecionados

Início imediato

14. Retalhos ou enxertos comprometidos ou de risco

- evolução desfavorável nas primeiras 48 horas. e avaliação a cada 5 sessões

10 a 40 (em 95% dos casos)

16. Anemia aguda nos casos de impossibilidade de transfusão sanguínea

- associada a suporte respiratório e eritropoetina

Rua 1126, nº 226 Setor Marista. Goiânia - Goiás. CEP 74175-050. Fone: (62) 3877-5338